A vida no Porto: uma mistura de praias, vinhos e trabalho

São 9h30 no escritório da COFCO International em Porto. Como a maioria dos analistas financeiros que trabalham para empresas internacionais, João Cordeiro está ocupado se comunicando com equipes de contadores, especialistas em impostos e gerentes do mundo todo.

Ele já está acordado há várias horas. "Por uma boa razão", ele diz, rindo. Sempre que possível, João, que é gerente tributário da COFCO International para Europa, África e Oriente Médio, acorda cedo para ver o sol nascer sobre a Encosta do Vale Galego, uma vinha que ele administra com seu pai e irmãos.

É aqui, no sopé da Serra D'Aire da região do Tejo, uma das áreas produtoras de vinho mais famosas de Portugal, onde ele busca energia e força para começar seu dia.

 “Para apreciar o nascer do sol sobre a colina, ver os animais atravessando a rua e ouvir o canto dos pássaros tornam o período antes do expediente simplesmente perfeito”, diz ele. "Vale a pena o esforço para acordar cedo."

Sempre que possível, João passa um tempo com o pai na vinha para ver a evolução das parreiras e, muitas vezes, ele também visita a adega depois do trabalho. "Acompanho a papelada e quaisquer questões comerciais pendentes."

O universo do vinho e das finanças

Vinho e finanças parecem o oposto um do outro, mas João consegue conciliar os dois mundos sem dificuldades. Depois de crescer em uma pequena vila no centro de Portugal, ele estudou Economia e Finanças em Lisboa. Munido de energia e ambição, ele começou sua carreira internacional, subindo de cargos empresas multinacionais em Barcelona, ​​Londres e Genebra.

“Fui inspirado pela cultura acelerada, divertida e trabalhadora nas grandes cidades”, lembra ele. “Em qualquer momento, eu estava conversando com pessoas da Europa, Oriente Médio, África e América do Sul. Foi algo fantástico".

Mas, ainda assim, alguns questionamentos permaneciam em sua cabeça. "Eu adorava o meu trabalho, mas desejava um modo de vida mais simples e mais próximo possível de minha família em Portugal".

Centro de Excelência no Porto

O trabalho na COFCO International fez com que ele pudesse viver os dois mundos. Em 2018, João se candidatou a uma vaga no crescente hub da empresa na segunda maior cidade de Portugal: o Porto. Aceitar o cargo significava que ele poderia manter sua carreira internacional e colocar em prática sua paixão por fazer vinhos. Naquela época, ele já estava envolvido com a vinha de seu pai e mudar para o Porto significava viver o melhor dos dois mundos.

O Centro de Excelência do Porto ainda não se compara aos escritórios de grandes empresas internacionais em Londres e Genebra, onde João trabalhou anteriormente. Mas como conta com uma equipe diversificada, jovem e ambiciosa, o ambiente de trabalho se torna muito agradável para João.

Sediado em um armazém, o Centro de Excelência é o coração da empresa, que conta com a chegada/contratação de contadores, especialistas em TI, finanças e sustentabilidade de Portugal e de todo o mundo.

“Estou sediado em um dos países mais bonitos do mundo, em plenas condições de manter uma carreira internacional”, diz João. "Este escritório está se expandindo e atraindo mais e mais jovens talentos. Espero que cresçamos ainda mais."

Uma lacuna no Mercado

As habilidades que João adquiriu como contador e produtor de vinho também se complementam entre si. A simplicidade de resolver problemas práticos da fazenda e cultivar algo do zero fornece boas perspectivas para seu trabalho no escritório.

“Por estar perto da natureza e aprender a produzir no campo, encaro os desafios e as soluções de uma maneira mais holística”, diz João.

Suas habilidades em negócios e contabilidade também são úteis para manter as finanças familiares em ordem.

A perspectiva internacional de João também define um alto nível para os dois ofícios. Ele gostaria que o hub do Porto crescesse mais, mas também quer levar o negócio de vinhos da família para outro nível, viabilizando sua presença nos mercados internacionais.

Com a demanda de vinho chinesa projetada para atingir US $ 17,3 bilhões em 2021, a experiência pessoal de João também pode ser bastante útil.

Clique aqui para conferir mais oportunidades em Porto

You might also like

COFCO International adquire Certificação RTRS para sua originação de soja responsável no Brasil

A COFCO International recebeu a certificação RTRS para suas unidades no Brasil, assegurando que a soja originada, processada e comercializada pela empresa no País é oriunda de fornecedores certificados e que produzem soja de forma responsável, atendendo a rígidos critérios sociais e ambientais, com zero desmatamento e zero conversão. A certificação abrange as unidades de armazenamento e processamento de soja da empresa, bem como suas operações em terminais portuários e escritórios comerciais.

Soja comercializada pela COFCO no Pará está 100% em conformidade com o Protocolo Verde dos Grãos do Estado

Uma auditoria divulgada no dia 7 de outubro pelo Ministério Público Federal (MPF) do Estado do Pará apontou que a COFCO International está 100% em conformidade com o Protocolo Verde dos Grãos do Estado. Isso significa que o volume total de soja e milho comercializado pela empresa na região atende a todos os critérios e diretrizes estabelecidos pelo protocolo, que visa a responsabilidade socioambiental na cadeia produtiva dos grãos.

COFCO e IFC firmam parceria por uma soja mais sustentável no Brasil

A COFCO International e a International Finance Corporation (IFC), membro do Grupo Banco Mundial, anunciaram uma parceria com o objetivo de melhorar a sustentabilidade do cultivo de soja no bioma Cerrado e reduzir o desmatamento no Brasil.